[RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

Mensagem por Vincent Dragunov em Seg Maio 16, 2016 9:02 pm

[RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

♕ Lost & Damned♘
❝Leave me behind, don't look back
Because deep within you know
That I am lost and damned!❞
FECHADA × GLIGOTHIEL × CASTELO
A lua reluzia solitária, iluminando a noite mais fria do inverno. Seu brilho pálido inspirava os lobos, que ao longe uivavam quebrando o silêncio da madrugada. A vida selvagem parecia homenageá-la com seus ritos e cântigos próprios, em uma agitação incomum, capaz de despertar com facilidade até mesmo o exausto Duque de Lioncourt, que insone caminha pelo castelo. Em se tratando de uma área pública, o terraço é um cenário onde intromissões poderão ocorrer, desde que façam parte da linha de jogo dos personagens e sejam previamente combinadas com os dois envolvidos. Logo, invasões sem consentimento dos players serão apenas ignoradas para um bom andamento da trama. Contamos com a compreensão de todos e desejamos uma boa leitura.
♪ I hunt my wayward memories. For pieces of the past as fragments fade I clutch my blade and visit visions vast. There is no pain I can feel. True retribution I deal through Silver and Steel ♫


SPETSNAZ
Special Forces of the Main Intelligence Department of the General Staff of the Russia Federation
Spetsgruppa "Vympel" - Section XIII - Kresnick Project
avatar
Vincent Dragunov



Idade : 92
Mensagens : 120
Localização : Ak-Dovurak, Federação Russa

Ficha do personagem
Espécie :
Classe:
Nível: 01

http://sergeidragunov.wix.com/kmoim

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

Mensagem por Vincent Dragunov em Seg Maio 16, 2016 9:03 pm


❝Somewhere in time I will find you and haunt you again like the wind sweeps the earth. Somewhere in time when no virtues are left to defend you fall in deep. I was a liar in every debate I rule the forces that fueled your hate. When the cold in my heart leaves it comes to an end and quietly I'll go to sleep...❞
Lost & Damned♕
Naquela noite, Geralt tinha os sentidos despertos pelo som dos uivos dos lobos, bem longe dali, talvez em alguma montanha afastada. Mas ele não abria os olhos, tentava voltar a dormir e como se mergulhasse novamente em um sonho, sentiu o aroma mítico de uma mulher... um apetitoso aroma floral de rosa, violeta, narciso e tuberosa, com sua nota inicial fresca e metálica-verde com uma nota aconchegante de sândalo que era atribuída a uma nota de fundo amadeirada. "Hummm... esse cheiro..." pensou reconhecendo o aroma carregado de lembranças. Era ela... certamente tinha acabado de sair do banho e se posicionava sorrateiramente ao lado da cama para despertá-lo, como de costume. Ele permanecia deitado com as costas apoiadas na cama de casal do aposento deles no castelo. Geralt já se encontrava em um estado de consciência plena, mas permanecia com os olhos fechados, fingindo ainda dormir. Sentiu a coxa dela apoiar sobre a lateral de seu corpo e conteve o impulso de tocá-la, gostava de deixá-la impaciente, buscando diferentes formas para acordá-lo. Estava curioso, queria saber como ela o despertaria dessa vez... só esperava que não fosse com algum tipo de magia ou água fria. A outra coxa logo se posicionou do outro lado do corpo, aprisionando-o entre as duas, foi então que não se conteve e elevou as mãos ásperas e pesadas, para sentir a pele lisa e macia pressionando as coxas da morena, enquanto murmurava seu nome. ── Kahlan... ── movendo o corpo para se acomodar melhor e subindo as mãos pelas coxas nuas até encontrar a cintura, ele finalmente abriu os olhos. Ainda sonolento, tinha a visão desfocada, mas se esforçava para ver naqueles lábios o sorriso malicioso e os enigmáticos olhos violeta, mas longe de avistar aquela expressão conhecida, notou que haviam lágrimas escorrendo pela face e o corpo dela começava a congelar, assim como todo o ambiente à sua volta. A visão do hálito quente denunciava a mudança drástica na temperatura e o corpo de Kahlan congelava sobre o dele. Geralt arregalou os olhos e subiu uma das mãos para tocar o rosto dela, buscando encontrar em seu olhar algum sinal de vitalidade. Eis que percebeu no brilho violeta uma expressão de medo, angústia, e viu o reflexo neles da maldita feiticeira, alvo de sua caçada e naquele momento, algo atravessava o corpo de Kahlan. Uma espada que atravessava seu peito e a lâmina saía pelo outro lado vertendo seu sangue quente sobre Geralt. ── Geralt! ── os lábios se moveram repentinamente e a voz conhecida gritou em agonia e então o duque despertou, olhando repentinamente para o lado, onde pensava ter visto o vulto da feiticeira que assombrava seus pensamentos e agora ousava adentrar até mesmo seus em seus sonhos.
Percebeu estar sozinho na cama, percebendo a luz da lua iluminar o aposento, cuja janela estranhamente se encontrava aberta, permitindo a entrada do vento e o agitar das cortinas. Incomodado com o sonho que terminava em pesadelo, decidiu sair para caminhar um pouco e tentar reaver a sanidade, pois na manhã seguinte já tinha muitos planos, então teria um dia muito atribulado para ficar com o pensamento longe com tudo aquilo. Enquanto caminhava, ouvindo apenas o som dos pés descalços sobre o piso, sua musculatura era tensionada e ele mantinha os punhos fechados, agitado e nitidamente nervoso. Decidiu se vestir para sair do quarto e o fez às pressas, abandonando seu aposento e batendo a porta atrás de si para sair em passos rápidos pelos corredores, sem se importar com o barulho que fazia ecoar com a firmeza de seus passos.
Angustiado, seguiu em direção ao terraço, de onde tinha uma bela vista para distrair a cabeça. Ainda nervoso, pediu ao primeiro servo que viu passar pelo corredor que lhe servisse um bom vinho, para reorganizar seus pensamentos. Apesar do horário, o rapaz se prontificou a servi-lo, talvez mais por medo de qualquer represália do que alguma preocupação em cumprir com seu dever. Não importava... Geralt precisava espairecer e o vinho ajudaria, então desde que ele chegasse, o duque não se importava se seria vem servido ou não. Caminhava de um lado para o outro, sem conseguir fixar o olhar em nenhum ponto específico, até finalmente cessar seus passos com a chegada da bebida e sem esperar que o rapaz servisse em um copo, puxou a ânfora de vinho e sorveu aquele líquido fermentado, dando três goladas seguidas. Dispensou o rapaz, apenas com um aceno de cabeça e apoiou a ânfora sobre a mureta, dessa vez olhando o horizonte e fechando os olhos, para tentar se acalmar. Foi interrompido ao ouvir passos atrás de si, quando se virou com agressividade, quase para expulsar quem quer que tivesse se aproximado, porém se calando ao perceber de quem se tratava. Era Aaminah. Conteve o espírito de agressão, mais uma vez tensionando a musculatura do corpo e recuou alguns passos desviando seu olhar do dela, para evitar encará-la naquele estado.
── Perdão, milady... não tive a intenção de assustá-la.


Thanks to Evil Queen
avatar
Vincent Dragunov



Idade : 92
Mensagens : 120
Localização : Ak-Dovurak, Federação Russa

Ficha do personagem
Espécie :
Classe:
Nível: 01

http://sergeidragunov.wix.com/kmoim

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

Mensagem por Vincent Dragunov em Seg Maio 16, 2016 9:17 pm

TAG: AAMINAH VALENTINE

Lost & Damned♘


Sentia um vazio no peito uma dor que parecia me rasgar por dentro, fazia no máximo três dias que eu havia recebido a notícia da morte de meu marido mas parecia que fazia séculos. A dor que eu sentia no peito era algo que eu não conseguia descrever, minha tristeza era visível não conseguia disfarçar justo quando eu finalmente tinha aprendido a corresponder o amor de Killian, ele me era tirado brutalmente por bandidos.
Não conseguia dormir a dias meus pesadelos só pioravam não me sentia mais segura dentro do meu próprio quarto, sempre ouvindo a voz de Killian em meus ouvidos gritando por mim, me pedindo perdão era algo ensurdecedor fazia meu coração sangrar por dentro, fazia com que as feridas de minha perda só aumentassem e aquilo me machucava além de minha alma. Sem contar nas últimas palavras que meu marido havia me dito antes de sair ”-Não importa o tempo que leve....vou sempre te esperar porque eu te amo Minah!!-“ aquelas palavras jamais saíram de minha cabeça. A noite parecia tranquila olhando de minha janela, uma lua que brilhava mais do que de costume fazendo meu coração doer mais que o normal, já não estava conseguindo dormir mesmo então resolvi ir até o terraço para poder contemplar aquela noite sombria e dolorosa...
Uma de minhas servas me acompanhou até o lugar mas a dispensei afinal queria ficar sozinha com meus sentimentos e minha dor, durante o caminho pude ouvir uma porta batendo o que me fez ficar um tanto quanto assustada, mas ignorei só queria chegar em meu destino logo....Ao chegar no terraço o lugar parecia deserto olhava as estrelas com lágrimas nos olhos, lembrando de quando Killian havia me trazido aqui pela primeira vez, senti um pouco de frio afinal estava em meus trajes de dormir tinha esquecido totalmente de trocar de roupa, ultimamente aquilo estava mais normal do que qualquer outra coisa.
Fui me aproximando da mureta que havia ali perto quando esbarrei num dos bancos sem perceber, então o vi ali todo sério e com vinho em suas mãos me fazendo levar um enorme susto, Geralt se virou com tal brutalidade que assim que me recompus do esbarrão quase gritei de susto o vendo sério e com raiva ao menos era o que parecia em suas feições...- Por deus.......Geralt que susto!!! Perdão não quis lhe incomodar muito menos lhe tirar de seus pensamentos e sossego.....não há com o que se desculpar!!! Pelo visto nós dois não conseguimos dormir...- me aproximava com cautela limpando meu rosto, tentando disfarçar minha tristeza e as lágrimas que caiam.
- Desculpa me intrometer......mas o que lhe traz aqui!? Achei que mais ninguém estivesse acordado, quase ninguém vem aqui a essa hora a não ser eu mesma nas últimas noites...- me apoiei na mureta olhando o céu tentando segurar meu choro, afinal aquele lugar me lembrava demais Killian e Geralt havia sido o último que o tinha visto com vida o que me deixava ainda mais dolorida no peito.

The Pond-WE
avatar
Vincent Dragunov



Idade : 92
Mensagens : 120
Localização : Ak-Dovurak, Federação Russa

Ficha do personagem
Espécie :
Classe:
Nível: 01

http://sergeidragunov.wix.com/kmoim

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

Mensagem por Vincent Dragunov em Seg Maio 16, 2016 9:18 pm


❝Somewhere in time I will find you and haunt you again like the wind sweeps the earth. Somewhere in time when no virtues are left to defend you fall in deep. I was a liar in every debate I rule the forces that fueled your hate. When the cold in my heart leaves it comes to an end and quietly I'll go to sleep...❞
Lost & Damned♕
Como um fantasma que se refugia na solidão, Geralt buscava sua paz em um lugar como aquele, se perdendo dentro de si, sem qualquer vontade de viver, morrendo a cada dia sufocado por seu próprio desejo de vingança. Mal conseguia sentir o soprar do vendo no terraço, não percebia mais as nuances de cores de um dia ensolarado e a existência já esquecida de sua amada. Foram anos desde sua morte, a família parecia ter lidado muito bem com a perda, pelo menos bem melhor que o próprio Geralt.
Ele não conseguia se eximir da culpa que o sufocava e talvez fosse isso que mais os aproximava... embora ainda muito jovem, Aaminah carregava uma alma esmorecida pela dor que pesava sobre seus ombros e empalidecia sua face vazia de contentamento, imersa em uma beleza muda de sombras e solidão profunda. Semelhante à dele... um infortúnio que cruzou seus caminhos. Eram apenas 3 dias desde a morte de Killian e sua dor parecia mais evidente. O isolamento total nem sempre era uma melhor opção, então Geralt sempre tentava ser para ela uma agradável companhia, como se isso também pudesse eximir sua culpa após o juramento que fez sobre o corpo do jovem duque.
No primeiro dia, pensava que deveria ser ele, o próprio Geralt, a ter findado sua caminhada nesse mundo, para encontrar sua amada esposa, mas após refletir sobre o acontecido, percebeu que ainda tinha uma missão para cumprir e dedicaria toda sua vida para isso.  
── Geralt! Cuide... da minha Minah... por mim! ── foram as últimas palavras do duque quando ainda havia fôlego em seu peito e sem pensar duas vezes, Geralt prometeu que o faria e desde então tentou nunca mais deixar a jovem desamparada, pelo menos nas questões que ele podia resolver por ela. A dor, infelizmente não estava entre essas questões, então ele tentava fazer o que podia para pelo menos amenizar aquele sofrimento que ele já conhecia bem.  
Geralt negligenciava a própria dor, vestindo uma máscara de serenidade para tentar ajudar a duqueza. Percebeu que a assustou com sua agressividade e também se impressionou, ouvia as palavras dela sem saber o que fazer, e constrangido por tê-la assustado daquela forma, notou quando ela começou a limpar as próprias lágrimas, ainda com uma feição entristecida. Era óbvio que ela não estava bem, então ele permaneceu em silêncio, só escutando, levantando a mão para tocar seu rosto, carinhosamente demonstrando que percebeu suas lágrimas e compreendia sua dor.
── Eu sei como você se sente, milady... me perdoe pelo susto, eu... apenas perdi o sono.   continuou a tocar o rosto dela, sentindo a umidade de sua pele, seguindo com o olhar o movimento dos dedos em uma suave carícia   ──  E você não incomoda, muito pelo contrário, aprecio sua presença, mas você não deveria estar acordada a essa hora, precisa descansar. ── Evitava entrar em muitos detalhes sobre o que ele mesmo sentia, afinal preferia não ter que pensar sobre nada daquilo no momento, relembrava as palavras que disse ao prometer que cuidaria da jovem viúva e preferiu cumprir com o prometido, tentando garantir que ela se sentisse devidamente amparada, afastando assim qualquer pensamento sobre a própria dor para aliviar a dela.
Thanks to Evil Queen
avatar
Vincent Dragunov



Idade : 92
Mensagens : 120
Localização : Ak-Dovurak, Federação Russa

Ficha do personagem
Espécie :
Classe:
Nível: 01

http://sergeidragunov.wix.com/kmoim

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

Mensagem por Vincent Dragunov em Seg Maio 16, 2016 9:19 pm

Lost & Damned♘


Não tinha muita certeza se o Duque escutava minhas lamúrias, provavelmente  as ouvia por pura educação para não me fazer me sentir pior do que já sentia. Tentava ao máximo não olhá-lo para não me afundar em lágrimas e não acabar o assustando ou dando algum tipo de vexame na frente de um lorde que tanto vinha me ajudando naqueles momentos.....Provavelmente percebeu que eu limpava meu rosto, as lágrimas caíam sem minha vontade mas não conseguia controlá-las a dor era insuportável e já não aguentava mais, já estava crente de que jamais voltaria a amar outra vez, tinha medo de que se me apaixonasse outra vez, aquela pessoa me fosse tirada novamente e eu não suportaria outra perda daquelas.
Seu toque em meu rosto me fez o coração acelerar e não pude deixar de olhar em seus belos olhos esverdeados, podia ver que naqueles belos olhos também se encontrava uma enorme tristeza, possivelmente maior do que a minha até, o ouvia com atenção enquanto sentia o carinho em meu rosto com sua mão macia....precisava não me deixar levar por aquele toque, ainda mais porque era a primeira vez que um homem me tocava desde que Killian havia morrido e não achava certo, voltei a si e logo tirei-lhe sua mão de meu rosto carinhosamente sorrindo fraco apenas segurando sentindo a maciez misturada de aspereza de sua mão...- Está tudo bem Milorde...não precisa se preocupar, não tinha como saber que era eu chegando, sua reação foi mais que certa!!! Entende.....minha tristeza mesmo.....acho que ninguém pode me entender Milorde, o vazio que sinto no peito, a dor ....a imensidão da escuridão que me assombra....estou sozinha!!!- o olhava em seus olhos novamente com os olhos cheios de lágrimas tentando não os deixar cair, coisa que fora totalmente impossível de se fazer, puder ver o quanto aquilo fazia mal ao mesmo.

- Desculpa não quero lhe deixar mal....se não se importa gostaria de ficar aqui com o Sr., me sinto sozinha em meu quarto e não consigo dormir.....aquelas risadas assombram meus sonhos....um frio na nuca como se risse de mim por ter perdido meu marido!!! Tenho me sentindo muito só milorde e não consigo dormir por casa desses pesadelos constantes.....- o olhei tentando segurar o choro enquanto dizia com a voz fraca e rouca, minhas feições podiam mostrar que não dormia a dias e que estava completamente em frangalhos, o Lorde me olhava preocupado mas parecia não querer ou tentava não querer se aproximar ou envolver......pelo visto tínhamos o mesmo pensamento.

The Pond-WE


Última edição por Sergei Dragunov em Seg Maio 16, 2016 9:21 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Vincent Dragunov



Idade : 92
Mensagens : 120
Localização : Ak-Dovurak, Federação Russa

Ficha do personagem
Espécie :
Classe:
Nível: 01

http://sergeidragunov.wix.com/kmoim

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

Mensagem por Vincent Dragunov em Seg Maio 16, 2016 9:19 pm


❝Somewhere in time I will find you and haunt you again like the wind sweeps the earth. Somewhere in time when no virtues are left to defend you fall in deep. I was a liar in every debate I rule the forces that fueled your hate. When the cold in my heart leaves it comes to an end and quietly I'll go to sleep...❞
Lost & Damned♕
Após a morte de sua esposa, Geralt mergulhou em uma solidão amargurada, com a promessa de uma paz negra futuramente advinda de sua vingança, uma vingança que estava tão distante quanto um sonho. Os anos se passavam e com ele a face outrora tão vívida e deslumbrada encontrava-se envelhecida e desolada. Suas ilusões morreram, engrenagens de poentes roxos e sua alma parecia não ser nada mais que uma testemunha efémera do ritmo descompassado da civilização. Pelo menos não até o dia em que levou a triste notícia à jovem Aaminah... assistiu seu sorriso se desfazer engolido pela morte e as lágrimas caíram precárias sobre o rosto febril, entregue a uma dor e uma solidão que ele conhecia bem.
Não queria vê-la se sentindo daquela maneira, então tocou-lhe o rosto numa tentativa vã de conter sua dor, mas percebeu que não era o certo ao sentir o toque delicado das mãos pequenas sobre a dele, retirando-a. Perdeu o toque aveludado da face alva e aveludada, sentindo apenas o toque de folhas secas e melancolia de suas próprias mão, ao recostar uma sobre a outra, pressionando-as, nervoso e sem graça. Em seguida inclinou a cabeça e recuou alguns passos, buscando se redimir pela aparente falta de respeito que demonstrou ao tocar o rosto daquela donzela. Não tinha intenção de se aproveitar dela, nem de seu sofrimento, nem de sua solidão, mas também não queria deixá-la desamparada, pois temia pelo pior, então se colocava à sua disposição após ouvir cada uma de suas palavras com atenção.
── Perdão, Milady. Por minha ousadia...
Evitou os olhos dela até ouvir a expressão "estou sozinha" pronunciada com dificuldade enquanto ela tentava conter as lágrimas que pareciam verter de seu coração ferido. Levantou os olhos encontrando os dela novamente, como se aquele olhar criasse um elo de ligação entre ambos pelo semelhante sentimento de solidão que também reduziam os dias do conde à uma dor reclusa, como se ele estivesse aprisionado em uma jaula como um pássaro mudo. Ela não merecia se sujeitar a isso... ela não desejava isso, precisava de companhia e seus lábios finalmente verbalizaram seu desejo, fazendo-o erguer novamente o corpo e se aproximar um passo a mais.  
── Sua companhia é muito bem vinda, Lady Aaminah...   ouviu seu pedido aflito e dessa vez estendeu a mão, invés de tocá-la, buscando uma solução para aquela noite insone  em seus próprios pensamentos, relembrando do jardim, que na opinião dele era o local mais agradável de todo o castelo, onde sempre caminhava com sua amada esposa, um lugar recheado de boas lembranças que talvez pudesse fazer para ambos. ── Sempre que isso acontecer, não hesite em me chamar e ir para bem longe dessas risadas de agouro que só podem lhe fazer mal. Conheço um lugar onde seus pesadelos não terão poder... me acompanharia? ── Imaginava que talvez conseguisse afastar tudo aquilo que causava tanta dor à jovem viúva com um passeio pelo jardim, pois ele era mais belo de perto do que visto dali de cima e a energia contida naquele ambiente, muitas vezes, foi o que deu forças para o Duque persistir em sua jornada.
Thanks to Evil Queen
avatar
Vincent Dragunov



Idade : 92
Mensagens : 120
Localização : Ak-Dovurak, Federação Russa

Ficha do personagem
Espécie :
Classe:
Nível: 01

http://sergeidragunov.wix.com/kmoim

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

Mensagem por Vincent Dragunov em Seg Maio 16, 2016 9:20 pm

Lost & Damned♘


O Duque a minha frente era um homem um tanto quanto misterioso tentava decifrar o sentia através de seus olhos, mas era algo totalmente impossível de se fazer tudo que conseguia ver era uma tristeza muito parecida com a minha, embora muito maior, pelo menos era tudo que eu conseguia enxergar.Ele se afastou pedindo desculpas pelo atrevimento em me tocar o que achei muito gentil e cavalheiro de sua parte me fazendo sentir totalmente segura ao seu lado, como se não estivesse sozinha de verdade.
Não conseguia ver se ele realmente prestava a atenção em mim e no que eu dizia, até o momento em que eu pronunciei a palavra “sozinha”, ele me olhou de um jeito como se realmente se preocupasse comigo o que estranhei, não o conhecia direito ele era apenas um amigo de Killian na qual eu o tinha visto muito pouco não conseguia me lembrar. Ele se aproximou todo cauteloso e gentil e num pedido que parecia suplica me pediu que o chamasse ...- Não quero incomodar....não quero ser um fardo para o Sr. Milorde, não tem obrigação nenhuma de cuidar de mim!!!- o olhei em seus olhos assim que lhe respondi. Ele pareceu surpresa, mas logo retrucou o que me deixou ainda mais surpresa ainda então me estendeu a mão dizendo para ir a um lugar onde meus pesadelos não me alcançariam, continuei olhando em seus olhos que logo acalmaram meu coração cheio de sombras e medo então....

- Claro, aceito. Mas como sabe que lá não terão poder algum!?- segurei sua mão meio sem graça o acompanhando até o lugar, abaixei a cabeça um pouco vermelha sem conseguir olhá-lo em seus olhos, sentir seu toque não parecia correto mas me fez sentir algo que eu não sabia explicar mas mesmo assim continuei a segurar como se quisesse aquilo por alguma razão desconhecida.

The Pond-WE
avatar
Vincent Dragunov



Idade : 92
Mensagens : 120
Localização : Ak-Dovurak, Federação Russa

Ficha do personagem
Espécie :
Classe:
Nível: 01

http://sergeidragunov.wix.com/kmoim

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] ON THE COLDEST WINTER NIGHT

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum