Hogwarts nunca foi um lugar seguro (Parte 1)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hogwarts nunca foi um lugar seguro (Parte 1)

Mensagem por Willian Lefevre Rosseau em Qua Ago 20, 2014 7:59 pm



Ambientação..

Oque está passando no mundo? O que é que se passa no mundo mágico? Múltiplas mortes lamentam a nossa comunidade mágica, sequestros, ataques de comensais, ataques de desconhecidos, nenhum lugar é seguro, nem sequer Hogwarts. A primeira a cair foi a senhorita Alyssa R. Rainsworth, guarda dos bosques do colégio, nunca se capturaram os seus atacantes, e em um segredo se dizia que não tinham sido os comensais. E depois um lobo solto na festa de Samhain, por mais que o Diretor de Hogwarts se esmerase em dizer que Hogwarts era um lugar seguro, todos tinham claro que não era assim, e o tempo só daria a razão. Ante estes acontecimentos uma nova Ministra ascende ao poder, Hestia Lufkin, uma mulher que governaria com punho de ferro, e assim foi, tudo parecia muito tranquilo, demasiado tranquilo. Semanas após a mudança de Ministra, Suzanne Herveaux é assassinada a passos de San Mungo, em outro misterioso, ato sem sinais de ser um ataque de comensais da morte, a este ponto todos se perguntavam se estávamos em presença de novos inimigos… E aquilo muito cedo ficaria esclarecido. 
Os ataques vão aumentando e os comensais aparecem novamente em cena, um misterioso mago de rosto descoberto ataca aos governantes do mundo sacando da escuridão à comunidade mágica, deixando em evidência para todo mundo que a magia existe. Até o dia de hoje o mago escuro não tem sido detido.
Mas por outro lado, os misteriosos atacantes tiram suas mascaras ante todos no Campeonato de quadribol, Johanna e Heidy Smith, uma professora de Hogwarts e uma trabalhadora do Ministério, respectivamente. Heidy não duvidou em usar o campeonato organizado por ela mesma, para deixar em evidência o horrível crime perpetrado por sua irmã e ela mesma na contramão da jovem Sonja Konstantin, uma bruxa com antecedentes escuros. -“Este é só o princípio, muitos cairão…”- Foi a última mensagem deixada pelas irmãs Smith, antes de desaparecer de tudo, indicam elas como as responsáveis pelo desaparecimento do jovem Rabastan Crouch, mas isso é algo que nem sequer os aurores ainda conseguem resolver. Se o mundo mágico já era um caos, seria o duplo agora, em uma estranha coincidência Hestia Lufkin e Matthew Murray falecem. Lufkin morreu por causa de um covarde ataque de parte dos comensais, sendo Leonard Crowley o indicado a assumir em seu lugar, e por outro lado as causas da morte de Murray ainda são um segredo dentro de Hogwarts, mas sua sucessora Selene Valemont criou um novo estado no Colégio, voltando muito restrito o controle dos filhos de trouxas em Hogwarts, recordando-nos o ambiente da primeira e segunda guerra mágica. Somado a isto, o mundo também está ameaçado por ataques de magos das trevas, tanto como em Durmstrang como no Ministério Mágico Noruego, onde a situação se faz também violenta. 
O clima está mudando, apesar do verão, o nevoeiro não se afasta do mundo mágico, os rumores dizem que uma nova guerra está por chegar, uma nova guerra que fará peligrar o futuro de todos no mundo mágico, inclusive para os trouxas, que seguem com suas vidas, sem compreender que suas vidas estão em perigo. 

Está disposto a participar? Ninguém poderá ignorar as mudanças que se aproximam…

© CG




Willian L. Rosseau

Baby, join me in death.
avatar
Willian Lefevre Rosseau



Idade : 15
Mensagens : 189

Ficha do personagem
Espécie : Bruxo (a)
Classe: Arqueiro
Nível: 03

http://elysiumrpgista.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hogwarts nunca foi um lugar seguro (Parte 1)

Mensagem por Willian Lefevre Rosseau em Qui Ago 21, 2014 12:20 pm

Como tudo começou..


Querem escutar uma história? Conheço uma muito interessante... como em toda lenda que se aprecie, ninguém sabe dizer com certeza se o que passou é verdadeiro. Mas é o que se conta. Ainda querem escutar? Começo: era uma vez, em Escócia, quando o tempo ainda era jovem, cinco magos muito poderosos. 
Viviam em uma época que não era fácil ser um mago... nem aprender a utilizar a magia. Os jovens não tinham onde aprender, os mestres não tinham onde ensinar... e as artes mágicas não ficavam recopilar em nenhuma parte. Era por isso, que nossos cinco magos tinham um sonho: criar um lugar onde dar seus conhecimentos, um lugar onde acolher os pupilos que aprendessem a usar seus poderes. Como em toda lenda, também há um herói, um trágico. Caracteriza-se por ser o que se destaca, o líder. Esse grupo não era a exceção. Nosso mito não é a exceção: tinha um líder: e esse era Svenje Skald, um homem forte, sábio, poderoso, possuía uma labia capaz de conquistar uma mulher usando só sete palavras e de deter uma guerra com dez. Apesar de tantas qualidades, Svenje não tinha grandes ambições: singelamente sonhava em ensinar... e com formar uma família, que era o que se ensinava a todos os homens do lugar de onde ele vinha. E seu desejo viu-se cumprido quando uma de suas colegas, Rowena Ravenclaw aceitou seu cortejo e começou uma relação com ele. Porque, sim, esta também é uma história de amor. E durante um tempo, tudo esteve bem. No entanto, as coisas mudaram. Sempre mudam, não é verdade? Vejamos... temos um herói, temos o seu drama, e… o que é que falta em nossa lenda? O vilão, certamente. Não era todo mundo que se alegrava da felicidade de Svenje e Rowena. Tinha também um mago chamado Salazar Slytherin... era um homem muito orgulhoso de nobre descendência, incapaz de perdoar a Svenje, que possuía tudo aquilo que ele ambiciava: a liderança, a fama... a garota. A inveja lhe corroía... e um dia, decidiu mostrar do que era capaz. Como sabia que seu poder era inferior ao de Svenje, e que não tinha possibilidades em um confronto direto... optou por assegurar-se de que outros faziam o trabalho sujo. Estarrecido e triste, Salazar visitou cada um de seus colegas, lhes contando mentiras e mentiras que acusavam a Svenje de querer lhes trair... Godric Gryffindor não duvidou. O coração de Rowena fez-se em pedaços, pois também não duvidou de seu amigo. A única que desconfiou de suas mentiras, pois era observadora e fazia tempo que tinha visto como o coração de Salazar se enchia de escuridão, foi Helga Hufflepuff. Salazar, ao encontrar resistência em Helga, soube que com mentiras não bastava... precisava de algo mais. Salazar Slytherin era um homem muito astuto. E sabia que para convencer seus colegas, tinha que demonstrar que Svenje era tudo o que ele dizia. Por conseguinte, preparou uma armadilha... Ele citou no meio de um vale para um duelo... Svenje não queria lutar, mas Salazar conseguiu lhe provocar... e iniciou-se a luta. Svenje não era o único que havia sido mencionado ali...  e pouco depois chegaram os outros três. Ao ver a cena, e depois das advertências que tinham recebido tempo atrás sobre Svenje, todos pensaram que este estava atacando Salazar. Dispostos a defender seu amigo, empunharam suas varinhas... e uniram-se à luta. Rowena não queria lutar contra Svenje. Ainda o queria... Irônico, não é? Não confiava nele, mas o queria. Por conseguinte, de seus lábios não saiu um feitiço de ataque. A palavra que escapou de seus lábios sozinho pretendia minar a vontade de Svenje, para que abandonasse a luta. Assim, nasceu a maldição Imperius. Godric tinha maior valor que a bruxa: fervia de ira por ter confiado em quem não devia, e desejava proteger a Salazar. Desse modo, de sua fúria nasceu um feitiço que servia para fazer dano: a maldição cruciatus. Helga, entristecida, soube que tinha que fazer algo... e acreditou, que o que tinha corrompido a Svenje era o poder. Culpando ao poder, resolveu tirar, para assim solucionar as coisas sem que ninguém sofresse. E murmurou um feitiço que guardou a magia de Svenje em sua própria varinha, o deixando indefeso. Não, ninguém sabe que feitiço foi... se perdeu. Saber que seu inimigo carecia de vontade, tinha sofrido e já não possuía magia não bastava para satisfazer os anseios de vingança de Salazar. Não, ele queria ser assegurado de que nunca poderia voltar a se erguer. A maldição que criou esse fatídico dia não podia ser rompido, nem existia escudo para proteger-se dela. Um raio de luz verde brotou da varinha do mago... e Svenje morreu ao ser atingido por ele. Acabava de nascer a maldição avada kedavra. Chocados com o resultado, pois eles não queriam a morte de Svenje. Godric, Rowena e Helga determinados para adorar a memória de seu colega caído, cumprindo seu sonho sobre o lugar em que aconteceu sua morte. Com esforço e disciplina, levantaram Hogwarts nesse vale... e esconderam a varinha, a única coisa  que ficava de Svenje Skald no castelo. Nos anos que se passaram, e Svenje caiu no esquecimento... ainda que há quem diz que nunca se foi de tudo. Contam alguns rumores que de vez em quando, o fantasma de um homem de aparência nórdica  passeia pelos corredores, ajudando os pequenos bruxos contra a injustiça. Alguns dizem que é a sua vontade que abre e modifique a Sala Precisa, em sua eterna busca para ajudar. Que mais? Só é um conto... ou talvez não? Não faz parte da lenda, mas também se diz que há quem acha que isto é verídico, e procuram a varinha de Svenje, que segue conservando todo seu poder. É claro que isso não é um objeto que qualquer um pode ter... procuram especificamente duas pessoas, dois gêmeos, um quer para o bem, o outro para o mal.. 

Colorín, colorado... este conto... tem começado. Quem sabe... pode, que este seja o início de uma nova lenda. Fará parte dela?
♦ The White Swan ♦ @ CG


Última edição por THE ORDER em Seg Out 20, 2014 7:45 pm, editado 1 vez(es)



Willian L. Rosseau

Baby, join me in death.
avatar
Willian Lefevre Rosseau



Idade : 15
Mensagens : 189

Ficha do personagem
Espécie : Bruxo (a)
Classe: Arqueiro
Nível: 03

http://elysiumrpgista.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hogwarts nunca foi um lugar seguro (Parte 1)

Mensagem por Willian Lefevre Rosseau em Ter Ago 26, 2014 5:52 pm

Trama: Hogwarts nunca foi um lugar seguro...
"O que importa é o grau de comprometimento envolvido numa causa, e não o número de seguidores!"
Oclima está mudando, apesar do verão, o nevoeiro não se afasta do mundo mágico, os rumores dizem que uma nova guerra está por chegar, uma nova guerra que fará peligrar o futuro de todos no mundo mágico, inclusive para os trouxas, que seguem com suas vidas, sem compreender que suas vidas estão em perigo. O mundo está ameaçado por ataques de magos das trevas, tanto como nas Academias Durmstrang, Salem, Beauxbaton como no Ministério Mágico Noruego, Francês, Estadounidense e praticamente em todo mundo, onde a situação está cada vez mais fragil, onde a magia das trevas se impôs sobre O Estatuto Internacional do Segredo Mágico, que tem ficado pelo chão, mas os trouxas não querem crer por completo que no mundo há algo chamado magia que é superior a suas forças. Por outro lado, a Diretora de Hogwarts criou um novo estado no Colégio, voltando muito estrito o controle dos filhos de trouxas em Hogwarts, recordando-nos o ambiente da primeira e segunda guerra mágica, mas suas ações voltaram-se mais radicais, a Diretora decidiu deter e expulsar, uma depois da outra, à cada filho nascido de pais trouxas que se encontrasse no colégio, sendo a primeira a jovem Stéphanie Roux da que atualmente se desconhece seu paradeiro, mas é um segredo a vozes que a culpada de seu desaparecimento é a professora Megan Lander, já que foi com a última pessoa que a viu. A verdade é que Lander tem em seu poder a jovem, até sacar a verdade sobre a origem de sua magia, diz-se que grande maioria do resto dos filhos de trouxas tem sofrido nas mãos da mesma Megan, além das torturas dos irmãos Greyback, diz que têm expulsado vários alunos depois de de ter torturado até o cansaço e o pior é que alguns têm sido expulsados depois de ser transformados em licántropos nas mãos de Roman Greyback. As medidas e funções de Greyback incrementaram-se, já que decidiu expulsar vários mestiços que se puseram em seu caminho para impedi-lo, deixando um grupo de alunos bastante reduzidos dentro do colégio, os que foram encerrados no colégio para que não pudessem contar a ninguém sobre o que estava passando no colégio. Todo este caos teve uma afortunada resposta, já que no colégio ainda permaneciam, uns jovens aurores, Valois, Freeman, além da professora Patton, os que não demoraram em organizar um grupo de alunos e pessoal para proteger a alguns filhos de trouxas que ainda não conseguiam sair do colégio, já fosse porque estavam sendo torturados ainda ou porque tinham permanecidos ocultos, ademais diz-se que estão procurando a maneira de contatar à líder auror para que vinga a impor ordem ao colégio e que inclusive estão esperando a chegada de reforços desde afora do colégio. E nesta manhã onde as nuvens e o nevoeiro tinham conseguido escurecer o colégio, onde o teto do grande salão permanecia como um fundo negro que anunciava uma guerra. A Diretora se enfureceu com a conspiração contra a mesma, e sem pensar duas vezes tomou por completo o colégio expulsando muitos alunos mais, expulsando-lhes sem nada, e sem ter a sua disposição o expresso de Hogwarts, pelo que vários jovens ficaram à deriva em Hogsmeade e o resto de alunos que eram os sequestrados e os que se resistiram à expulsão, os que estavam dispostos a lutar se era necessário, além de alguns alunos da confiança da diretora que lhe ajudariam a caçar a seus próprios colegas rebeldes. A diretora não queria que nenhum aluno se intrometesse em sua caçada, por isso deixou a cargo do cuidado dos “expulsados” a Daniel Morrison e a Roman Greyback, para que ninguém tentasse fugir de Hogsmeade. Tudo isto começou a caldear os ânimos no ponto de que se sabia que em qualquer momento começava um confronto.
Irá ficar de fora ou participar?



Willian L. Rosseau

Baby, join me in death.
avatar
Willian Lefevre Rosseau



Idade : 15
Mensagens : 189

Ficha do personagem
Espécie : Bruxo (a)
Classe: Arqueiro
Nível: 03

http://elysiumrpgista.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hogwarts nunca foi um lugar seguro (Parte 1)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum